Na ILAR, estamos convencidos da importância do autocuidado na saúde dos cidadãos latino-americanos. Esse poder de decisão é um ativo fundamental para a manutenção e proteção da saúde e do bem-estar da população e posiciona o medicamento isento de prescrição (MIP) como um elemento-chave no tratamento de doenças menores para grande parte da população.

Para que esse direito de escolha seja exercido, é necessário um contexto adequado, que facilite o acesso às informações necessárias sobre esses produtos.

Na ILAR, trabalhamos para promover o uso responsável dos MIPs. Para isso, é fundamental:

  • Que o usuário saiba sobre os medicamentos disponíveis e possa diferenciá-los daqueles que exigem receita médica.
  • Que o usuário tenha acesso a informações sobre como e quando usá-los e em quais casos é necessário ir ao médico.
  • Que os medicamentos sem receita médica têm amplo e fácil acesso à população, para que possam cumprir seu propósito de aliviar doenças menores de maneira oportuna.